Topo

Épocas do Ano

Mensagens para todas as Épocas do Ano, mensagens de dia das bruxas, mensagens de festa junina, mensagens de Férias, frases e mensagens para todas as épocas do ano.

Colombina onde vai vocêEu vou dançar o iê iê iê

A gangue só me chama de palhaço (é a mãe!)Palhaço (é a mãe!)Palhaço (é a mãe!)E a minha colombina que é vocêSó quer saber de iê iê iê

João Roberto Kelly/David Nasser-1966

Não se perca de mim Não se esqueça de mimNão desapareça

Chiquita bacana lá da MartinicaSe veste com uma casa de banana nanica

Não usa vestido, oi! não usa calçãoInverno pra ela é pleno verãoExistencialista com toda razãoSó faz o que manda o seu coração, ôi!

Chik chik chik chik chik bum!Chik chik chik chik chik bum!Pare o bonde, pare o bondeQue inda vai entrar mais um

Você pensa que cachaça é águaCachaça não é água nãoCachaça vem do alambique E água vem do ribeirão

Olha a cabeleira do zezéSerá que ele éSerá que ele é

Será que ele é bossa novaSerá que ele é maoméParece que é transviadoMas isso eu não sei se ele éCorta o cabelo dele!Corta o cabelo dele!

Bandeira branca amorNão posso maisPela saudade que me invadeEu peço paz

Saudade mal de amor de amorsaudade dor que dói demaisVem meu amorBandeira branca eu peço paz

Max Nunes-Laércio Alves, 1969

Ô balancê balancêQuero dançar com vocêEntra na roda morena pra verÔ balancê balancê

Se você fosse sincera Ô ô ô ô AuroraVeja só que bom que era Ô ô ô ô Aurora

Um lindo apartamentoCom porteiro e elevadorE ar refrigeradoPara os dias de calorMadame antes do nomeVocê teria agoraÔ ô ô ô Aurora

Bela, belaJá não posso resistirApaga a vela, ó belaApaga que eu quero dormir

Apaga também os teus olhosTeus olhos enormes de brilho azuladoNão passes a noite falandoQue eu ando com o sonho atrasado

Braguinha, 1941

Allah-lá-ô, ô ô ô ô ô ô Mas que calor, ô ô ô ô ô ôAtravessamos o deserto do SaaraO sol estava quenteQueimou a nossa caraViemos do EgitoE muitas vezesNós tivemos que rezarAllah! allah!

Ó abre alas que eu quero passarÓ abre alas que eu quero passarEu sou da lira não posso negarEu sou da lira não posso negar

Vem pra verNossa família reunidaEu e você, com a X9 na avenidaNa festa do CarnavalFazendo um alerta geralPara o Planeta não aquecerNossas florestas, nosso pulmão,Destruição pra quê!Alterações que transformaram nosso climaCausando tantas

No céu brilhouO azul cintilante refletindo a nobrezaA corte se enfeitou Celebrando a união das realezasO povp festejou....Para o orgulho da coroa PortuguesaO reino então se mudouMeu Rio se transformou Num grande centro de real belezaUm v

PortugalBendito seja... abençoado pelo Criador!Uma utopia, um destino, um sonhoMistico de grandes realezas Sonhar...

Maria uma princesaTambém sonhavaUm dia um príncipe encontrarE ouviu do rei de FrançaEm meio ao luxo e a bonançaMaria Antonieta tu serásEm portugal, outra rainha, dona MariaA louca não podia governarDelirava temendo a revoluçãoE entrega o

Segue os passos do criadorVai minha Águia GerreiraLeva essa mensagem de amorDe Oswaldo Cruz e MadureiraÁ gua, fonte eterna da vidaTerra, templo da evoluçãoO homem surgiu, brincou de criarDescobriu tanta riquezaÉ preciso progredir sem des

Canta meu Salgueiro!Um "Rio de Amor" vai desaguarMeus versos vêm no "Tom" da PoesiaDa beleza que irradiaE fez o lusitano se encantarParaíso de riquezas naturaisCoração do meu paísSeduzindo a nobrezaTerra de gente FelizChega a Família Rea

É mais que um samba o que se criouÉ um hino ao povo trabalhadorA louvação a nossa genteVista indolente, pelos olhos da ambiçãoNativa cor que foi presentePintou as dores da escravidãoA resistência mudou de cor e renasceuCom a luta e a fé

Páginas

Gostou? Agora compartilhe!